sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Como arrumar uma mala de viagem

O que levar? O que não levar? Como eu faço para caber tudo isso?

Existem alguns truques que podem ajudar muito nessa hora. Você pode aprender a escolher os seus pertences e arrumar a mala aproveitando todos os espaços, basta um pouco de disciplina.

Dicas

  • Não deixe para arrumar a mala no dia da viagem, mesmo que você tenha o dia livre e só vá viajar à noite. A memória e o subconsciente têm mecanismos delicados, e ao longo de uma noite de sono você terá condições de descobrir espontaneamente algo que tenha esquecido ou deixado de considerar ao arrumar a mala. Arrume e feche as malas na véspera, prevendo 5% de espaço para preencher com os esquecimentos – e você verá que serão vários. Aproveite e vá tomando nota das coisas que você só poderá colocar na bagagem na hora de sair, para poder conferir na hora certa.
  • Não arrume direto na mala. Como em tudo o que é feito de modo racional, planeje antes. Coloque em cima da cama todos os itens que deverão ser levados na mala, para ter idéia das quantidades e do equilíbrio. Agora revise e ajuste, levando em conta pesos, volumes, possibilidade de combinação e a demanda por cada uma das peças de roupas. Resista à tentação de incluir roupas para todas as contingências do tipo “mas e se…?”. Lembre-se de que você pode precisar de roupa de dormir, de roupa de praia, e que geralmente “gasta” mais camisetas do que calças e bermudas. Revise de novo. Só então é a hora de começar a colocar na mala.
  • Em princípio, se não puder carregar todas as suas malas você mesmo, pense na possibilidade de não encontrar carregadores em hotéis, estação de trem e ônibus. Estando sozinho, pense na possibilidade de carregar apenas aquilo que você mesmo consiga transportar.
  • Na hora do check-in, verifique se a funcionária da companhia aérea etiquetou corretamente a sua mala, identificando o destino certo. Da mesma forma, confira os canhotos de recibos de entrega de bagagem. Para cada volume, é necessário um comprovante.
  • Retire as etiquetas com códigos de aeroporto, rodoviárias, coladas em viagens anteriores. Isso é um dos maiores responsáveis por extravio.
  • Se for necessário fazer conexão e houver tempo suficiente, prefira sempre retirar a bagagem e fazer novo check-in. Na pior das hipóteses, você sempre saberá em que vôo ela desapareceu.
  • Se for possível leve uma caixinha de costura, daquelas bem pequenas, para pregar aquele botão que escapou ou costurar aquele furinho que você não tinha notado.
  • Guarde objetos pontiagudos ou cortantes – como alicates, lâminas ou lixas de metal – na mala que irá despachar, para evitar problemas na hora do embarque.
  • Se for viajar acompanhado com pessoas da família, prefira ter uma mala por pessoa, mas divida as roupas de cada viajante entre as malas do grupo. Assim, se uma mala se extraviar ou atrasar, ninguém vai ficar completamente desguarnecido. Se for viajar sozinho, adapte a dica: tente levar uma muda das roupas essenciais na sua bagagem de mão.
  • Leve duas blusas para cada calça ou saia. “Não é necessário ter uma roupa para cada dia de viagem. Faça o máximo de combinações com o menor número de peças”.
  • Prefira partes de baixo escuras, que são fáceis de coordenar e podem ser usadas mais de uma vez.
  • Informe-se sobre a temperatura e a programação do local da viagem com antecedência. Isso ajuda a escolher o que levar.
  • Se tiver que colocar um paletó em uma mala comum, deixe-o por último. Vire-o do avesso e dobre em 4, colocando-o por cima dos demais itens da mala.
  • Viajantes experientes recomendam levar na bagagem roupas suficientes para uma semana ou para a duração da viagem + 2 dias. Nas viagens de mais de uma semana, vale mais a pena usar os serviços das lavanderias do seu caminho. Várias peças de roupa podem ser lavadas no banheiro do hotel e secam no quarto – procure no supermercado ou em uma loja de conveniência por um detergente líquido para lavagem de roupas, e leve consigo um cordão resistente e alguns prendedores.
  • Se você é indecisa na hora de se vestir, faça uma lista com todas as composições possíveis para não perder tempo durante a viagem.

    Deixe em casa
  • O segundo casaco – Por mais frio que esteja você só conseguirá usar um de cada vez.
  • O terceiro par de sapatos – Um par esportivo e um social, em cores básicas, são suficientes.
  • O segundo terno – A menos que você tenha vários compromissos profissionais.
  • Ferro de passar – Caso o hotel não tenha, coloque a roupa em um cabide dentro do banheiro, na hora do banho. O vapor do chuveiro ajuda a desamassar a roupa.

    Leve com você

  • Roupas em tons de preto, cinza, marrom, cáqui e branco, tons fáceis de combinar.
  • Peças leves e coloridas para renovar o visual, como coletes, camisetas, lenços, cintos e gravatas.
  • Xampus, cremes e perfumes em frascos pequenos.
  • Se estiver viajando com mais alguém, misture peças da outra pessoa com as suas e vice-versa. Assim, se uma mala sumir, nenhum dos dois ficará sem ter o que usar.
  • Leve apenas um par de sapatos formal, um informal e uma sandália. Todos já devem ter sido usados, para não machucar seus pés, quem viaja sempre caminha mais do que planejou e precisa de sapato confortável.
  • Meias e roupas íntimas devem ser acondicionadas em saquinhos de tela, plástico ou pano.

    Modelo da mala

    Ao comprar sua mala, escolha no tamanho certo para poder levar apenas uma mala por pessoa, com rodinhas e puxador retrátil para transporte. A mala ideal é leve, resistente e expansível, ou seja, tem aquele recurso moderno que permite, através de um zíper, desfazer uma dobra e aumentar em 20% a capacidade de carga. Arrume a mala antes da viagem de ida com este zíper fechado, e você terá espaço suficiente na volta para incluir os itens que adquiriu, e para acomodar as roupas sujas, que tendem a ocupar mais espaço.
    Se for para uma feira de negócios ou outro tipo de evento com grande possibilidade de receber vários catálogos e brindes, ou se for a uma viagem de compras e tiver planos de trazer diversas lembranças, mimos, presentes, roupas e cosméticos de sua viagem, leve dentro da mala uma mochila dobrável e resistente, para despachar com segurança os itens adicionais na volta.
    Sua mala foi produzida em série, e é provável que haja várias iguais a ela em cada esteira de aeroporto, nas rodoviárias e saguão de hotel. Para casos de extravio, identifique-a de forma clara e evidente, por dentro e por fora, com seu telefone, pessoa de contato em casa, nome do hotel em que vai se hospedar e período. Coloque um item de cor vibrante (por exemplo, uma fita, flâmula resistente ou adesivo) amarrado nas alças também, de modo a chamar a atenção na hora certa de alguém que esteja prestes a pegá-la por engano na esteira.

    Segurança

    Você estará sempre em ambientes com múltiplas malas, então o ladrão irá tender a tentar roubar quem não toma um cuidado básico. Prefira um cadeado de segredo para evitar o grave dilema entre deixar a chave no hotel (reduzindo a segurança) ou levá-la consigo (e correr o risco de perder). Mas escolha um segredo que você não vá esquecer, e não seja 1234 e nem 9999!
    E por falar em segurança, marcas especializadas em acessórios de viagens, como a Primícia, vendem barato cintas especiais para levar dinheiro e documentos. As mais interessantes lembram uma pochete fina, mas devem naturalmente ser usadas por dentro da roupa.
    Tenha também consigo uma cópia dos documentos essenciais: identidade, passagens, lista de contatos, passaporte, e algum dinheiro em espécie armazenados com segurança e longe dos originais e demais valores, para o início das providências em caso de imprevistos mais sérios.
    Se for viajar longos trechos de ônibus, de avião ou de trem, vale a pena ter um daqueles travesseiros infláveis que se ajustam ao redor do pescoço, e repouse com muito mais conforto.

    Frasqueira

    Você deve precisar levar pasta de dente, remédios, possivelmente um xampu ou outros produtos de higiene. Escolha uma frasqueira “chata” para aproveitar melhor o espaço, e tão rígida quanto possível – tudo o que você NÃO deseja é que o xampu ou a pasta de dente vazem por causa da pressão interna da mala. Se não tiver uma à mão, um bom tupperware pode substituir, mas vede bem.

    A mochila para notebook - também é excelente para levar bagagem de mão. Se couber, leve na mochila uma garrafinha com água e algumas barras de cereal que resistam bem ao calor – quantas vezes em viagens você já se viu com sede ou fome e sabendo que teria de aguardar algumas horas até chegar a algum lugar onde haja lanches?

    O que levar na bagagem de mão

    Primeiro as coisas que você obrigatoriamente usa no dia-a-dia. Exemplo: remédios, lentes, óculos e etc. Leve também a sua passagem, documentos e uma muda de roupa, afinal, imprevistos sempre podem acontecer.
    Os cosméticos e outros produtos líquidos devem ser embalados em sacos plásticos para conter possíveis vazamentos. Você também pode optar por kits em tamanhos reduzidos.
    Máquinas fotográficas, filmadoras – e outros objetos de valor.

    Roupas

    Leve roupa versátil, que podem ser usadas durante dia ou noite. Evite estampas, pois elas são mais difíceis de combinar (e de esquecer, é aquilo que todo mundo repara nas suas fotos).
    O trunfo são as peças que podem ser combinadas de vários jeitos, como preto e branco e jeans e blusinhas, tecidos que amassam pouco ou nem amassam, como malhas e microfibras, não podem faltar!

    Arrumando a mala

    Primeiramente vão as calças. Para que elas não amassem muito, coloque-as com as pernas para fora da mala e só dobre depois de ter colocado todas as outras coisas. Nunca dobre mais do que duas vezes. Em seguida, coloque casacos e paletós, virados do avesso, com as mangas para dentro e dobrados apenas uma vez, ao meio.
    Agora é a vez das saias e vestidos, também do avesso e com apenas uma dobra. As camisetas e blusinhas vão enroladas, sobre as saias e vestidos. As camisas deverão ser abotoadas, dobradas como novas e sobrepostas com as golas alternadas. As calças, com bolsos vazios, ficam no fundo.
    Armazene os calçados e cintos, aproveitando os cantos, cada par de sapatos deve por sua vez ser colocado em um saco plástico (ou de flanela) para não sujar ou manchar as outras roupas, nem ser arranhado por fivelas e botões. O viajante efetivo leva na mala um sapato social, quando viaja de tênis ou vice-versa. Mais do que isso, em termos de calçados, só se estiver indo para a praia e quiser levar um par de sandálias.
    Atenção para o peso da bagagem e para a segurança dos fechos dela, e para a possibilidade de abrir e fechar a mala a qualquer momento sem traumas. Você que vai carregá-la para cima e para baixo (sem rodinhas, nas escadas e nas calçadas menos regulares), e terá que lidar com o problema caso o zíper arrebente ou trave, ou se algum órgão de fiscalização resolver abri-la na sua presença. Não exagere na lotação da mala, o zíper pode não agüentar, e você terá que fazer muito mais força. Se for essencial levar tudo o que você separou, mas não está cabendo na mala com facilidade, não use truques – pegue uma mala maior (ideal), ou uma segunda mala.
    Aprenda isso: quando mais você viajar, menor será a sua mala.

    Roupas sujas

    Devem ser colocadas em saquinhos para que não se misturem com as sem uso. Uma ótima opção são aquelas embalagens de lavanderia que têm nos quartos de hotel.

    Acessórios

    Leve acessórios que combinem com a maioria das roupas. Não leve jóias, assim você evita transtornos em caso de extravio, prefira bijuterias. Echarpes, lenços, cintos, brincos e colares não fazem volume e são fundamentais para criar looks diferentes.

Nenhum comentário: