sábado, 3 de abril de 2010

Jericoacoara/CE


Jericoacoara (ou apenas Jeri), uma praia distante e com acesso complicado. São 321 km a oeste de Fortaleza, sentido contrário ao de Canoa Quebrada e Morro Branco. A experiência começa na cidade de Jijoca, ponto de apoio do visitante, onde é possível deixar o carro num estacionamento e tomar uma jardineira, que segue pela areia da Praia do Preá, até a vizinha vila de Jeri. Jericoacoara está entre as dez praias mais bonitas do planeta e, apesar de sua Fama correr o mundo, o ritmo de vida na antiga vila de pescadores continua o mesmo, assim como as ruas de areia.
A chegada da rede de energia elétrica é algo recente. E como o destino paradisíaco, a apenas 300 quilômetros de Fortaleza, se mantém intocado? Graças a dois fatores: o primeiro é o acesso precário - só se chega à Jeri em veículos com tração nas quatro rodas, depois de muito sacolejo. O segundo é a transformação da região em Área de Proteção Ambiental.
A praia do centro de Jericoacoara, frequentada pelos windsurfistas em especial, tem como destaque a duna do Pôr-do-sol.
Todos os dias, no final da tarde, nativos e turistas sobem o morro de 30 metros de areia para apreciar o espetáculo do sol mergulhando no mar. Depois, a vila vira festa. Com restaurantes transados, bares animados e forrós pé-de-serra, oferece programas para todos os gostos. Nas noites de lua cheia, porém, o programa preferido é simplesmente apreciar o céu, sempre repleto de estrelas.
A enseada de Jericoacoara está naturalmente protegida por uma verdadeira "cordilheira de dunas", que dificultou por muito tempo o acesso de exploradores às suas imaculadas terras. Assim sendo, temos apenas notícias de visitas esporádicas realizadas por aventureiros que, vindo por mar com destino ao Maranhão, aí estiveram a partir do século XVII. Jericoacoara fica na costa nordestina brasileira, no Estado do Ceará. Possui uma área de 159,9 km² e tem como limites, ao norte, o Oceano Atlântico; ao sul, Bela Cruz; a leste, Cruz; e a oeste, Camocim.

QUANDO VISITAR
O sol brilha quase todo o ano. O período de chuvas vai de março a maio. Os ventos fortes sopram de julho a novembro, atraindo muitos velejadores. No período entre 15 de junho e 15 de agosto, o pôr-do-sol se encaixa perfeitamente na Pedra Furada.

COMO CHEGAR:
Rodoviário - Saindo de Fortaleza pela BR-222, BR-402, CE-085 e CE-179, são 280 km até Jericoacoara.

De avião - O aeroporto mais próximo é o de Camocim, a 50 kms. A empresa Correta Turismo opera a linha Fortaleza-Camocim, feita em aeronaves bimotoras e incluindo transfer até Jeri em bugue ou caminhonetes. O vôo dura 60 minutos e o restante da viagem por terra, 90 minutos. O aeroporto de Fortaleza fica a 300 km de Jericoacoara e recebe vôos diários provenientes de diversas capitais do país.

De carro - A estrada não é bem sinalizada - não deixe de levar um mapa. A partir do Centro de Fortaleza, siga as placas para Cumbuco, pegando as rodovias CE-085 (até Barrento) e BR-402 (até Jijoca). Quem não está em veículos com tração nas quatro rodas deverá deixar o carro nos estacionamentos de Jijoca e de lá seguir em caminhonete, bugue alugado ou em jardineira - a estrada tem condições precárias e não é indicada para veículos de passeio.

De ônibus - A viação Redenção (85-3256-2728/1973) opera a linha Fortaleza-Jijoca, com conexão quase imediata para a jardineira que leva à Jeri. São seis horas até Jijoca, mais uma hora de jardineira até Jeri.

GASTRONOMIA
Autêntica vila de pescadores, Jeri tem os frutos do mar como destaques da maioria dos cardápios. À beira-mar ou nas ruas de areia, uma infinidade de estabelecimentos charmosos mescla receitas internacionais com ingredientes típicos - o resultado não poderia ser mais saboroso... Outra iguaria típica do vilarejo é a torta de banana. Vendida nas ruas pelos nativos, tem fãs no mundo inteiro.

HOSPEDAGEM

Devido ao fato de Jericoacoara ser uma Área de Proteção Ambiental não é permitido a construção de grandes hotéis. As opções de hospedagem se resumem a algumas pousadas, casas de pescadores e camping.

NOITE
A vida noturna é animada em Jericoacoara e começa tarde - é por volta da uma da manhã que todas as tribos se reúnem no Planeta Jeri para ouvir o bom e velho rock' n' roll. Ali, descobre-se onde o agito vai rolar depois das três da matina - pode ser um animado forró ou um reggae no transado bar Mama África um bar ao ar livre. No final das festas, porém, o ponto de encontro é um só: a padaria do Seu Antônio Marques, que a partir das duas da madrugada serve pães quentinhos, recheados com queijo, cobertos com banana, com coco.

ATRAÇÕES
Praia de Jericoacoara
A moldura - formada por dunas de 30 metros que mudam de cor ao longo do dia, jangadas e pequenas lagoas - não poderia ser mais perfeita. As águas, entretanto, são rasas, mas os ventos constantes fazem da praia da vila uma das mais procuradas pelos praticantes do windsurfe. Aproveite o conforto das espreguiçadeiras dos bares ao redor para apreciar a paisagem.

Malhada
A cinco minutos de caminhada do centro da vila, a praia fica no caminho para a Pedra Furada, sendo ponto de parada para um mergulho na ida ou na volta do passeio. As boas ondas atraem os adeptos do surf.

Pedra Furada
A Pedra Furada é um arco de pedra enorme, esculpido pela ação das ondas, que fica situada na Região Rochosa de Jericoacoara, que tem início após a Praia da Malhada e se estende por cerca de 2 km de litoral. A região é muito visitada pelos turistas, lagoas de água doce e salgada, praias intocadas e rochas esculpidas pelo vento são exemplo da beleza das paisagens que impressiona a todos.

A Pedra Furada, um dos famosos cartões-postais de Jeri, fica a trinta minutos de caminhada a partir da praia de Jericoacoara (seguindo à direita). No caminho, mergulhe na praia Malhada e faça amizade com os nativos que encontrar pelo caminho - eles podem lhe mostrar as outras formações rochosas interessantes da área, como as pedras do Jacaré e da Tartaruga. Em julho, o sol se põe do outro lado do "furo" da Pedra Furada, proporcionando um grande espetáculo. O caminho pela praia deve ser feito apenas na maré baixa - na cheia é preciso escalar as dunas.

Parque Nacional de Jericoacoara
Foi criado a partir da recategorização parcial da Área de Proteção Ambiental de Jericoacoara, estabelecida pelo Decreto nº90379 de 29 de Outubro de 1984, nos municípios de Jijoca de Jericoacoara e Cruz, no Estado do Ceará. Sendo considerada uma das regiões litorâneas mais belas do mundo. Acredita-se que o patrimônio natural a ser protegido é muito valioso em função das dunas móveis gigantescas, lagoas de água cristalina, manguezais, coqueirais, praias de enseada com mar calmo, praias de oceano com ondas, praias rochosas e cavernas.

Lagoa de Jijoca
Jijoca de Jericoacoara. Jijoca é um termo etimologicamente indígena, que significa a junção de um casal de índios, o Ji e a Joca, que chefiavam uma tribo que vivia na região.
A cidade de Jijoca é a porta de entrada de Jericoacoara e oferece uma boa infra-estrutura com supermercados, postos de combustíveis, bancos, pousadas, restaurantes etc.
A Lagoa também é um ponto muito bom para se praticar o windsurfe. Com ventos fortes e direcionados, oferece constância para um bom desempenho. Ideal para prática de Slalon e Free Ride. Ótimo local para quem curte velocidade pura. Muito indicado para iniciantes no esporte. O espelho d´água é um só, mas ganha nomes diferentes em dois trechos. A Lagoa Azul, mais rústica, é o ponto de parada dos passeios de bugue. Tem barracas simples e trampolins de madeira.
Já a parte conhecida como Lagoa do Paraíso oferece infra-estrutura de bares e restaurantes com espreguiçadeiras e redes. O cenário geral é tomado por praticantes do kitesurf, além de jangadas de pescadores. A lagoa fica a cerca de 30 minutos de Jeri e é acessível por bugue ou jardineira.
Passeio de bugue até a lagoa
A dica é curtir, primeiro, o lado rústico do espelho d´água, na área conhecida como Lagoa Azul. Na hora do almoço, siga para a Lagoa do Paraíso - desfrute da culinária e finalize com um cochilo nas redes ou nas espreguiçadeiras dos restaurantes. O roteiro pode incluir ainda as dunas da Barrinha e as praias do Riacho Doce e do Preá.

Tatajuba
Tatajuba é um local, vizinho à cidade de Jericoacoara, paradisíaco como todos em Jericoacoara. Por ser cercado de dunas, você vai ficar maravilhado com suas paisagens incomuns. A praia de Tatajuba, um vilarejo de pescadores que foi soterrado pela areia e reconstruído na outra margem do rio, tem dunas enormes, coqueirais e mar calmo. Tem também lagoas de águas verdinhas. O passeio que leva até lá tem duração de cinco horas, cruzando a praia de Mangue Seco e atravessando o rio Guriú em balsas improvisadas. No caminho, nativos alugam pranchas de madeira para quem quiser escorregar por um monte de areia de 60 metros. A vila fica entre Jericoacoara e Camocim e faz parte da Área de Proteção Ambiental de Jeri.

SAIBA MAIS

  • Informações Turísticas - Tel: (88) 4888-3900;
  • Aeroporto de Fortaleza - Av. Senador Carlos Jereissati, 3000 - Tel.: 3477-1200;
  • Rodoviária de Fortaleza - Av. Borges de Melo, s/n - Tel.: 3256-1025;
  • Terminal de Ônibus de Jericoacoara - Tel: (88) 3621-0211;
  • Atenção: A vila não possui agências bancárias;
  • Se Jijoca não está no seu projeto de viagem, então é bom mudar os planos. Pelo menos por um dia, para você curtir o sossego em pousadas à beira da lagoa do Paraíso, com quiosques e redes que ficam parcialmente submersas, e visitar a lagoa Azul, também de águas mornas e cristalinas. Depois de cumprir a missão, siga viagem: é da cidade que saem as caminhonetes e jardineiras para Jericoacoara;
  • Mesmo na alta temporada, é difícil ver a praia lotada. Pela distância e pelas muitas atrações que a cidadela oferece, vale à pena reservar algum tempo para curtir o lugar como se deve. Jericoacoara não se encaixa bem num esquemão tipo bate-e-volta. Se não tiver, no mínimo, dois dias inteiros para curti-la com tranquilidade – e mais dois dias para ir e voltar de Fortaleza –, melhor deixá-la para uma próxima viagem;
  • Circulando - A melhor maneira de circular pela vila e atrativos próximos, como a Pedra Furada, é a pé. Já para conhecer as lagoas, prefira um passeio de bugue;
  • Nas redondezas - Para quem vem de Fortaleza ou vai para a capital depois de Jeri, vale à pena parar na metade do caminho para conhecer a Costa Oeste, as praias de Mundaú, Flexeiras e Guajiru ficam na metade do caminho entre Jeri e Fortaleza - a cerca de 150 quilômetros de cada destino. Os três vilarejos somam 13 quilômetros de praias quase desertas. Mundaú é a mais conhecida, com rio, dunas e lagoas. Flexeiras tem piscinas naturais, enquanto Guajiru é primitiva e sossegada. As praias são boas opções de paradas para quem segue para Fortaleza (ou para quem parte da capital rumo à Jeri).E boa viagem

Um comentário:

Anônimo disse...

Muito bom o Blog!
Podem curti de um lindo mapa de jeri nesse link:

http://www.welcomejericoacoara.com/